quinta-feira, 28 de outubro de 2010

ocaso na tarde.

O silêncio da tarde,
Calma a tarde se entrega a noite,
ninguém vê-la partir,
nem a noite chegar.
Hora do ocaso,
onde a luz do sol,
vai-se sumindo,
sumindo,
o sol já partiu,
mas sua luz se vai.

Sua luz se vai,
trazendo o silêncio da natureza
que recatada se absorve.

A luz parada,
árvores paradas....

chega a noite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário