segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Primeira solidão


Fui ao quintal,
vias flores de cores lilás e branca.

vi formigas sobre bagaço de laranja,
uma população linda.

Vi a casa de abelha,
num entra e sai destas a trabalhar.

Vi o silêncio da manhã.

Senti a luz do sol, pura vitamina D.

Quando acordei, ouvi cantar o sabiá.

latir o cachorro, de casa e da rua.

admirei a beleza do dia,
da vida.

Senti solidão,
mas uma solidão boa,
eu comigo mesmo.

Estou sempre comigo e
ainda sinto-me feliz por isso.

acho que só eu me entendo.

Por isso acordo cedo pra ver o sol,
pra sentir a brisa da manhã,
pra encontrar um bom dia.

pra viver essa vida maluca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário