terça-feira, 3 de agosto de 2010

razão

Onde eu me encontro?
Não sou onipresente, sou fisicamente real, portanto estou sempre no mesmo lagar e tempo. O máximo que pode acontecer é fugir de um lugar para o outro, mas só em meu pensamento.


Sinto na brisa do tempo,
na luz do sol,
no cheiro das coisas,
minha materialidade.

Consigo distinguir as coisas,
que me cercam,
que construo,
que imagino,
pela minha espiritualidade,

Sou matéria e espírito,
sou ser vivo,
e a vida pulsa em mim,
me segue por todos os dias
que me forem concebidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário