quarta-feira, 16 de junho de 2010

ociosidade

Silêncio,
Mudo o tempo,
nada fala,
respira o vento,
sente o sol arder,
o ar quente é soprado pelo vento,
plantas secas,
rochas nuas,
cactos,
muita luz,
um homem passa na bicicleta,

e a estrada vazia,
branca,
impregna na alma,
a mente prima humana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário