terça-feira, 15 de junho de 2010

Mundo

Há tantas coisas acontecendo no mundo. Tantas coisas acontecendo em nossos mundos. Às vezes ficamos confusos não sabemos por onde começarmos e nem como nos organizarmos, pois temos que administrarmos nosso tempo entre o trabalho, a família e companheiros (as). Parece uma missão impossível, pois é semelhante a trabalhar enxugando gelo, onde sempre há um lado molhado. Essas três e relações, tenho para mim como verdadeiros pilares de extrema importância para ter uma vida mais ou menos harmoniosa. No entanto não é fácil, temos que sermos verdadeiros diplomatas, pois jamais podemos dar peso a diferenciados, pois poderemos ser pego no pulo do gato. Tem períodos que que essas relações cobram tanto de nos que simplesmente pensamos, puxa poderíamos simplesmente sumirmos ou jogarmos tudo para o alto.
Muitas vezes não racionalizamos os problemas e ficamos a deriva ou saimos perdendo por tentar resolver algo por impulso quando não dar certo ficamos extremamente estressados. Nesses casos é importante parar e pensar e só então tentar resolve estes problemas. Bem sabemos não há uma fórmula mágica na vida, depois que nos tornamos adultos independentes, tudo passa a ser responsabilidades nossas. Então pensamos puxa como queria ser criança.
Quantas vezes mesmo estando despreparados, buscávamos por essa tal liberdade de ação a todo custo nem percebemos, mas o tempo passou tão rápido, em nossos mundos parecia ter se arrastado pela eternidade, ledo engano, não podemos mais voltar atrás e então percebemos que temos que ser eficientes em tudo.
Isso é sadio?
Na maioria das vezes o mundo em que vivemos parece afirmar que sim, mas e se fosse diferente e se nos fizéssemos tudo diferente como seria? Nem paramos para imaginar, porém talvez fosse melhor e mais construtivo ou totalmente o oposto.
E continuamos com nossas dúvidas. A verdade é que nos apegamos a determinadas convicções e vamos vivendo acreditando nelas ou simplesmente não acreditamos em nada e mesmo assim vivemos. Muitas vezes em nossas crenças vamos alimentando e polindo nossas idéias acrescentando algo aqui, alí... Vamos vivendo.
Mas se tivessemos sido diferentes teria sido melhor? por que?
Que loucura. Se desrepeitassemos essas leis que criamos para nós mesmos e fizéssemos diferente, pegássemos uma mochila e puséssemos nas costas e partíssemos o que aconteceria?
Com certeza nossos problemas e prioridades seriam outros, talvez usássemos a maior parte do tempo tentando conquistar o que já temos e valorizamos.
Bem talvez eu aprendesse a valorizar mais o que tenho. Então viria o arrependimento.
Seriam tantos problemas que provavelmente estaríamos livres de nossas obrigações, mas estariamos presos a outras.
Na maioria das vezes nossas dúvidas podem nos levar por caminhos mais árduos e sem volta. As vezes gastamos tanto tempo nos interrogando, preocupados com nos mesmos que simplesmente esquecemos que somos, no entanto no mundo tem 6 bilhões de pessoas com seus problemas deles. Quem sabe se aprendermos a resolver os nossos problemas quem sabe não estaremos também resolvendo os problemas do outro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário