segunda-feira, 24 de maio de 2010

tempo.

Quanto tempo tenho?
Todos os dias e noites me incomoda o tempo, pois depois que passamos a contar o tempo, passamos a viver regido por relógios e não pelos movimentos dos astros.
Relógios cada vez mais sensíveis e pessoas cada vez mais competitivas fizeram com o que o tempo encurtasse e com isto as pessoas vivem bem menos para si. Vivem na busca sedenta de produzir e assim puder ter. A felicidade se resume no poder fazer algo, comprar ou melhor somos felizes quando temos a conciência que podemos fazer algo que desejamos. O dinheiro na atualidade é algo que compra tudo, e achamos que poderemos nos imortalizar com o dinheiro ledo engano ao que me parece as pessoas são consumidas pelo capitalismo que suga todo sopro de vida ou seja tudo que tinhamos e que perdemos, o tempo. Não temos mais tempo de ficar ociosos, tristes, pois caso isso aconteça somos taxados de doentes deprecivos.
Ainda lembro com saudades do tempo de infância onde era feliz com qualquer coisa, hoje perdi tudo, meu tempo, minha liberdade, meus medos para o capital e o tempo que me sobra só me deixa entediado.

Um comentário: