segunda-feira, 19 de outubro de 2009

noite

Sozinho na rua,
eu caminhava,
era noite escura,
só o vento soava,
estrelas brilhavam,
e a rua vazia,
sem carros,
sem vozes, sem luz,
num silêncio lunar,
a noite caia,
uma hora...
a noite sozinha,
sozinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário